CETÁCEOS


Muito importante o trabalho realizado peo INSTITUTO AUSTRALIS, desenvolvido pela Diretora de Pesquisa, a Bióloga Marinha Karina Groch. (Projeto Baleia Franca)
NATUREZA TERRA apoia este Projeto, buscamos parcerias/patrocínio
Em 2022 o Projeto completará 40 anos de atividades fundamentais para o estudo e conservação desta espécie que habita nossas águas marinhas e que precisa de proteção.

Fotos da Baleia Franca Austral (Eubalaena Australis, Demoulins 1822) Karina Groch em Santa Catarina.

CETÁCEOS

Os Cetáceos pertencem à “Class Mammalia” e à “Order Cetacea”. A “Order Cetacea” (derivada da palavra grega “cetus”, que significa baleia), inclui Golfinhos, Botos e Baleias. O menor dessa Ordem é o Harbour porpoise (Phocoena phocoena) com cerca de 1.30 m, e o maior é a Blue Whale (Balaenoptera musculus) ou Baleia Azul, que é o maior animal que já existiu em nosso Planeta, e ainda vive mas ameaçado de extinção, dóceis gigantes com mais de 30 metros (um prédio com 10 andares)
Orca, erroneamente chamada de Baleia, é o maior dos golfinhos !
Pertence à família “Delphinidae” Oceanic Dolphins. Seu nome científico é “Orcinus orca”. foto: Ricardo Lippi
Orcas podem passar toda a vida unidas em grupos sociais que variam de 2 a 50 indivíduos. São facilmente visualizadas no Alasca, Vancouver Island (Canadá), Noruega, Islândia e Antártica, mas vivem em todos os oceanos. Apesar de ter virtudes fantásticas, são lembradas como Killer Whales (baleias assassinas) pois no século XVIII os baleeiros as viam se alimentando de outras baleias e golfinhos. Sua dieta consiste em centenas de outras espécies, é a mais diversa e extensa. “Não há um só registro de uma Orca que tenha se alimentado de um Homem”!
Os Golfinhos pertencem à : Suborder Odontoceti – Order Cetacea – Class Mammalia.
São seres de sangue quente, nascem vivos (cauda primeiro), respiram ar através do orificio localizado no alto de suas cabeças. Trocam de 80 a 95% do ar nos seus pulmões a cada vez, enquanto o Homem apenas 15 a 25%.
Sua alimentação consiste, primariamente, em peixes, cefalópodes e invertebrados.
Os Golfinhos podem nadar até 40 km/h, e saltar até 5 m da superfície do mar.
Os maiores golfinhos chegam a ter 4,6 m, mas a maioria das espécies têm entre 2 e 3 metros.
Eles têm uma camada isolante de gordura sob a sua pele macia e isso lhes protege do frio.
Os Golfinhos vivem em grupos chamados “schools”,
por exemplo, um grupo de golfinhos “Bottlenose” varia de 2 a 25 indivíduos.
O poder de criatividade, a habilidade de aprender e julgar, é muito similar ao do Homem.
A mãe dá leite aos filhotes, e os trata por um ano ou mais.
Os “flippers” peitorais têm uma série de ossos como em nossas mãos.
Algumas espécies têm 300 dentes, e outras apenas 42.
Seus ossos são porosos e macios, e, podem estocar alimento na forma de óleo.
Os Golfinhos se orientam por um sonar excelente para localizar e descriminar objetos.
Eles detectam sinais de muito baixa intensidade, em frequência entre 180.000 e 300.000 hz, com uma percepção de alta resolução em ondas acústicas.
O Boto Côr-de-Rosa da Amazônia é o “Inia geoffrensis” ou “Amazon River Dolphin” pertence à família dos “Oceanic Dolphins” ou “Delphinidae”.

Golfinho Rotador – Spinner Dolphin – Stenella longirostris
foto: Maurício Andrade
“Spinner” é o nome desta linda espécie de golfinho, que habita o arquipélago de Fernando de Noronha. Pertence à classe dos Mamíferos, da ordem dos Cetáceos e da família Delphinidae, que são os golfinhos oceânicos.
Eles são característicos de regiões tropicais e subtropicais, especialmente em águas quentes.
Também são encontrados no Havaí, México e na Austrália.
São conhecidos como golfinhos rotatores, e já foram registrados saltos com até 4 rotações e 5 cambalhotas.
Viajam em grupos de 5 a 200. Por seus talentos acrobáticos, os Spinner Dolphins foram alguns dos primeiros golfinhos a serem capturados para aquários, mas poucos sobreviviam.

Os Golfinhos Rotadores foram fotografados cêdo pela manhã na Baía dos Golfinhos. Fernando de Noronha. foto acima : Ricardo Lippi

Os Golfinhos Bottlenose (Tursiops truncatus), pesam entre 130 e 300 kg, e mergulham entre 3 e 45 metros para se alimentarem e, treinado, um golfinho já alcançou 547 metros de profundidade. foto à esquerda : Ricardo Lippi
Somente Orcas (Orcinus orca) se alimentam mais variadamente do que os Bottlenoses.

Os hábitos para caça são muitos, pois se adaptam bem ao meio onde vivem.


São divididas em :
Baleias sem dentes = MYSTICETI ( Baleen Whales )
e
Baleias com dentes = ODONTOCETI ( Toothed Whales )
O mais alto som já emitido por um ser vivo foi medido em 188 decibéis, por uma Baleia Azul.
A mais pesada Baleia Azul foi capturada em 1947, com 109 toneladas, a mais comprida, encalhou em 1909, com 33.5 m.
A Blue Whale (Balaenoptera musculus ou Baleia Azul pode atingir a velocidade de 37 km/h, a Baleia mais rápida, a Sei Whale (Megaptera borealis) chega a 65 km/h.
Golfinhos e Botos podem ficar até 15 minutos sob a água, e a Baleia Sperm Whale (Physeter macrocephalus) como a conhecida Cachalote Moby Dick, até 90 minutos em média, sendo que o mais longo período já registrado foi de 2 horas e 18 minutos, no sudoeste do Caribe, em 11 de novembro de 1983.
O mais longo som do reino animal é o do macho da espécie Baleia Jubarte ou Corcunda / Humpback Whale (Megaptera novaengliae), que chega a 30 minutos. É uma canção para o cortejo.
Uma Sperm Whale mergulhou até 2000 m em 1991. Nenhum outro mamífero pode ir a tal profundidade, e, estima-se que as Sperm Whales possam chegar a 3000 m.
As Baleias Francas (Eubalaena glacialis) que visitam o Brasil vêm em número de cerca de 450 e ficam em uma faixa de 400 km, entre Cidreira (RS) e Florianópolis (SC). Geralmente são fêmeas e costumam vir à cada 3 anos para terem seus filhotes.
As Baleias visitam o Brasil entre junho e novembro, geralmente, sendo o pico entre julho e agosto.
É de uma Baleia Corcunda ou Humpback Whale (Megaptera novaengliae), a incrível marca da maior migração de um mamífero, já registrada. Em menos de 5 meses, o mesmo animal foi visto na Antártica e depois na costa da Colômbia. A menor distância entre esses 2 pontos é de 8.300 km. Os Cetáceos são animais fantásticos !!! .

Stenella attenuata ou Spotted Dolphins no Atol das Rocas, Brasil.
foto: Denise Greco.

Abaixo : Eubalaena australis / fotos : Karina Groch – Instituto Baleia Franca
Class
Mammalia
     
Order
Cetacea
     
Suborder
MYSTICETI   or (latim)
Baleen Whales (inglês)
ODONTOCETI   or (latim)
Toothed Whales (inglês)
Families
Eschrichtiidae
Gray Whale
Physeteridae
Sperm Whales
 
Balaenopteridae
Rorqual Whales
Ziphiidae
Beaked Whales
 
Balaenidae
Right Whales
Monodontidae
White Whales
 
Neobalaenidae
Pygmy Right Whale
Planistidae
River Dolphins
     
Phocoenidae
Porpoises
     
Delphinidae
Oceanic Dolphins
Baleia Jubarte (Megaptera novaengliae)
foto : Instituto Baleia Jubarte
SUBORDER : MYSTICETI (Baleen Whales)
 
nome da família ( latim ) nome das espécies ( latim ) 
nome da família ( inglês ) nome das espécies ( inglês ) 
FAMILY  I 
Eschrichtiidae
Gray Whale
 
Eschrichtius robustus
Gray Whale
FAMILY  II
Balaenopteridae
Rorqual Whales
subfamily 
Balaenopterinae 
 
 
Balaenoptera acutorostrata
Minke Whale
 
Balaenoptera borealis
Sei Whale
 
Balaenoptera edeni
Bryde’s Whale
 
Balaenoptera physalus
Fin Whale
 
Balaenoptera musculus
Blue Whale
subfamily 
Megapterinae
 
 
Megaptera novaengliae
Humpback Whale
FAMILY  III
Balaenidae 
Right Whales
 
Eubalaena glacialis
Right Whale
 
Eubalaena australis
Southern Right Whale
 
Balaena mysticetus
Bowhead Whale
FAMILY  IV 
Neobalaenidae 
Pygmy Right Whale
 
Caperea marginata
Pygmy Right Whale
SUBORDER : ODONTOCETI (Toothed Whales, Dolphins and Porpoises)
 
nome da família ( latim ) nome das espécies ( latim )
nome da família ( inglês ) nome das espécies ( inglês )
FAMILY  V
Physeteridae
Sperm Whale
 
Physeter macrocephalus
Sperm Whale
 
Kogia breviceps
Pygmy Sperm Whale
 
Kogia simus
Dwarf Sperm Whale
FAMILY  VI
Ziphiidae
Beaked Whales
 
Ziphius cavirostris
Curvier’s Beaked Whale
 
Berardius arnuxii
Arnoux’s Beaked Whale
 
Berardius Bairdii
Baird’s Beaked Whale
 
Hyperoodon ampulatus
Northern Bottlenose Whale
 
Hyperoodon planifrons
Southern Bottlenose Whale
 
Tasmacetus sheperdi
Tasman Beaked Whale
 
Mesoplodon bidens
Sowerby’s Beaked Whale
 
Mesoplodon bowdoini
Andrew’s Beaked Whale
 
Mesoplodon carlhubbsi
Hubb’s Beaked Whale
 
Mesoplodon densirostris
Blainsville’s Beaked Whale
 
Mesoplodon europaeus
Gervais’ Beaked Whale
 
Mesoplodon ginkgodens
Ginko-Toothed Beaked Whale
 
Mesoplodon grayi
Gray’s Beaked Whale
 
Mesoplodon hectori
Hector’s Beaked Whale
 
Mesoplodon layardii
Straptoothed Whale
 
Mesoplodon mirus
True’s Beaked Whale
 
Mesoplodon stejnegeri
Stejneger’s Beaked Whale
 
Mesoplodon pacificus
Longman’s Beaked Whale
FAMILY  VII
Monodontidae
White Whales
 
Monodon monocerus 
Narwhal
 
Delphinapterus leucas
Beluga
FAMILY  VIII
Platanistidae
River Dolphins
 
Platanista gangetica
Ganges River Dolphin
 
Platanista minor
Indus River Dolphin
 
Inia geoffrensis
Amazon River Dolphin
 
Pontoporia blainvillei
Franciscana
 
Lipotes vexillifer
Chinese River Dolphin
FAMILY  IX
Phocoenidae
Porpoises
 
Phocoena phocoena
Harbour Porpoise
 
Phocoena sinus
Cochito
 
Phocoena dioptrica
Spetacled Porpoise
 
Phocoena spinipinnis
Burmeister’s Porpoise
 
Neophocoena phocoenoides
Finless Porpoise
 
Phocoenoides dalli
Dall’s Porpoise
FAMILY  X
Delphinidae
Oceanic Dolphins
 
Steno bredanensis
Rough-Toothed Dolphin
 
Sotalia fluviatilis
Tucuxi
 
Souza chinensis
Indo-Pacific Humpbacked
 
Souza tesuzii
Atlantic Humpbacked Dolphin
 
Delphinus delphis
Common Dolphin
 
Stenella longirostris
Spinner Dolphin
 
Stenella coeruleoalba
Striped Dolphin
 
Stenella attenuata
Spotted Dolphin
 
Stenella plagiodon
Atlantic Spotted Dolphin
 
Stenella clymene
Clymene Dolphin
 
Tursiops truncatus
Bottlenose Dolphin
 
Lagenodelphis hosei
Fraser’s Dolphin
 
Lagenorhyncus acutus
Atlantic White-sided Dolphin
 
Lagenorhyncus obliquidens
Pacific White-sided Dolphin
 
Lagenorhyncus australis
Peale’s Dolphin
 
Lagenorhyncus cruciger
Hourglass Dolphin
 
Lagenorhyncus obscurus
Dusky Dolphin
 
Lagenorhyncus albirostris 
White-Beaked Dolphin
 
Cephalorhyncus commersonii
Commerson’s Dolphin
 
Cephalorhyncus eutropia
Black Dolphin
 
Cephalorhyncus heavisidii
Heaviside’s Dolphin
 
Cephalorhyncus hectori
Hector’s Dolphin
 
Lissodelphis borealis
Northern Right Whale Dolphin
 
Lissodelphis peroni
Southern Right Whale Dolphin
 
Grampus griseus
Risso’s Dolphin
 
Orcaella brevirostris
Irrawady Dolphin
 
Peponocephala electra
Melon-Headed Whale
 
Feresa attenuata
Pygmy Killer Whale
 
Pseudorca crassidens
False Killer Whale
 
Orcinus orca
Killer Whale
 
Globicephala melaena
Long-Finned Pilot Whale
 
Globicephala macrorhyncus
Short-Finned Pilot Whale
Privacy Settings
We use cookies to enhance your experience while using our website. If you are using our Services via a browser you can restrict, block or remove cookies through your web browser settings. We also use content and scripts from third parties that may use tracking technologies. You can selectively provide your consent below to allow such third party embeds. For complete information about the cookies we use, data we collect and how we process them, please check our Privacy Policy
Youtube
Consent to display content from Youtube
Vimeo
Consent to display content from Vimeo
Google Maps
Consent to display content from Google